Netskope é nomeada líder no Quadrante Mágico do Gartner® de 2024 para Security Service Edge. Obtenha o Relatório

fechar
fechar
  • Por que Netskope chevron

    Mudando a forma como a rede e a segurança trabalham juntas.

  • Nossos clientes chevron

    A Netskope atende a mais de 3.000 clientes em todo o mundo, incluindo mais de 25 das empresas da Fortune 100

  • Nossos parceiros chevron

    Fazemos parceria com líderes de segurança para ajudá-lo a proteger sua jornada para a nuvem.

Ainda mais alto em execução.
Ainda mais longe na visão.

Saiba por que o 2024 Gartner® Magic Quadrant™ nomeou a Netskope como líder em Security Service Edge pelo terceiro ano consecutivo.

Obtenha o Relatório
A Netskope foi nomeada líder no Quadrante Mágico do Gartner de 2024®™ para o gráfico Security Service Edge para menu
Ajudamos nossos clientes a estarem prontos para tudo

Veja nossos clientes
Woman smiling with glasses looking out window
A estratégia de comercialização da Netskope, focada em Parcerias, permite que nossos Parceiros maximizem seu crescimento e lucratividade enquanto transformam a segurança corporativa.

Saiba mais sobre os parceiros da Netskope
Group of diverse young professionals smiling
Sua Rede do Amanhã

Planeje seu caminho rumo a uma rede mais rápida, segura e resiliente projetada para os aplicativos e usuários aos quais você oferece suporte.

Receba o whitepaper
Sua Rede do Amanhã
Apresentando a plataforma Netskope One

O Netskope One é uma plataforma nativa da nuvem que oferece serviços convergentes de segurança e rede para permitir sua transformação SASE e zero trust.

Saiba mais sobre o Netskope One
Abstrato com iluminação azul
Adote uma arquitetura Secure Access Service Edge (SASE)

O Netskope NewEdge é a maior nuvem privada de segurança de alto desempenho do mundo e oferece aos clientes cobertura de serviço, desempenho e resiliência inigualáveis.

Conheça a NewEdge
NewEdge
Netskope Cloud Exchange

O Cloud Exchange (CE) da Netskope oferece aos clientes ferramentas de integração poderosas para tirar proveito dos investimentos em estratégias de segurança.

Saiba mais sobre o Cloud Exchange
Vídeo da Netskope
A plataforma do futuro é a Netskope

Intelligent Security Service Edge (SSE), Cloud Access Security Broker (CASB), Cloud Firewall, Next Generation Secure Web Gateway (SWG) e Private Access for ZTNA integrados nativamente em uma única solução para ajudar todas as empresas em sua jornada para o Secure Access Service Arquitetura de borda (SASE).

Vá para a plataforma
Vídeo da Netskope
Next Gen SASE Branch é híbrida — conectada, segura e automatizada

Netskope Next Gen SASE Branch converge o Context-Aware SASE Fabric, Zero-Trust Hybrid Security e SkopeAI-Powered Cloud Orchestrator em uma oferta de nuvem unificada, inaugurando uma experiência de filial totalmente modernizada para empresas sem fronteiras.

Saiba mais sobre Next Gen SASE Branch
Pessoas no escritório de espaço aberto
Desenvolvendo uma Arquitetura SASE para Leigos

Obtenha sua cópia gratuita do único guia de planejamento SASE que você realmente precisará.

Baixe o eBook
Mude para serviços de segurança na nuvem líderes de mercado com latência mínima e alta confiabilidade.

Conheça a NewEdge
Lighted highway through mountainside switchbacks
Permita com segurança o uso de aplicativos generativos de IA com controle de acesso a aplicativos, treinamento de usuários em tempo real e a melhor proteção de dados da categoria.

Saiba como protegemos o uso de IA generativa
Ative com segurança o ChatGPT e a IA generativa
Soluções de zero trust para a implementação de SSE e SASE

Conheça o Zero Trust
Boat driving through open sea
Netskope obtém alta autorização do FedRAMP

Escolha o Netskope GovCloud para acelerar a transformação de sua agência.

Saiba mais sobre o Netskope GovCloud
Netskope GovCloud
  • Recursos chevron

    Saiba mais sobre como a Netskope pode ajudá-lo a proteger sua jornada para a nuvem.

  • Blog chevron

    Saiba como a Netskope permite a transformação da segurança e da rede por meio do SSE (Security Service Edge)

  • Eventos e workshops chevron

    Esteja atualizado sobre as últimas tendências de segurança e conecte-se com seus pares.

  • Security Defined chevron

    Tudo o que você precisa saber em nossa enciclopédia de segurança cibernética.

Podcast Security Visionaries

A interseção entre confiança zero e segurança nacional
On the latest episode of Security Visionaries, co-hosts Max Havey and Emily Wearmouth sit down for a conversation with guest Chase Cunningham (AKA Dr. Zero Trust) about zero trust and national security.

Reproduzir o podcast
A interseção entre confiança zero e segurança nacional
Últimos blogs

Leia como a Netskope pode viabilizar a jornada Zero Trust e SASE por meio de recursos de borda de serviço de segurança (SSE).

Leia o Blog
Sunrise and cloudy sky
SASE Week 2023: Sua jornada SASE começa agora!

Replay das sessões da quarta SASE Week anual.

Explorar sessões
SASE Week 2023
O que é SASE?

Saiba mais sobre a futura convergência de ferramentas de redes e segurança no modelo predominante e atual de negócios na nuvem.

Saiba mais sobre a SASE
  • Empresa chevron

    Ajudamos você a antecipar os desafios da nuvem, dos dados e da segurança da rede.

  • Liderança chevron

    Nossa equipe de liderança está fortemente comprometida em fazer tudo o que for preciso para tornar nossos clientes bem-sucedidos.

  • Customer Solutions chevron

    Estamos aqui junto com você a cada passo da sua trajetória, assegurando seu sucesso com a Netskope.

  • Treinamento e certificação chevron

    Os treinamentos da Netskope vão ajudar você a ser um especialista em segurança na nuvem.

Apoiando a sustentabilidade por meio da segurança de dados

A Netskope tem o orgulho de participar da Visão 2045: uma iniciativa destinada a aumentar a conscientização sobre o papel da indústria privada na sustentabilidade.

Saiba mais
Apoiando a sustentabilidade por meio da segurança de dados
Pensadores, construtores, sonhadores, inovadores. Juntos, fornecemos soluções de segurança na nuvem de última geração para ajudar nossos clientes a proteger seus dados e seu pessoal.

Conheça nossa equipe
Group of hikers scaling a snowy mountain
A talentosa e experiente equipe de Serviços Profissionais da Netskope fornece uma abordagem prescritiva para sua implementação bem sucedida.

Conheça os Serviços Profissionais
Netskope Professional Services
Proteja sua jornada de transformação digital e aproveite ao máximo seus aplicativos de nuvem, web e privados com o treinamento da Netskope.

Saiba mais sobre Treinamentos e Certificações
Group of young professionals working

Set, Triage, and Improve: Strategies for Tuning Out False Positives

Sep 12 2022

As a security analyst in a growing company, it is often easy to get into the “set it and forget it” mentality. You create one alert after another. Then another. And another. With each alert comes a certain amount of work for an analyst. Analyst time costs money, and some alerts consume more time than others. If most of the alerts result in false positives, a large amount of resources are being spent unnecessarily. This underscores the importance of continuous tuning of alerts instead of iterating through useless noise. 

But how can we know what to prioritize in order to free up our analysts’ valuable time? You should have a mechanism and strategy for collecting metrics describing the outcome of your security events. Whether you track alert triage activity in a ticketing system or not, you can start measuring today which events were true positive and actionable, or false positive and a waste of time.

True positive, or positively a waste of time?

What is a true positive anyway? Ideally, you are setting alerts tied to actionable use cases driven by a business objective. For example, your organization likely wants to prevent unauthorized access to sensitive internal resources. You can set alert and enrichment logic in your monitoring instrumentation to notify you when such activity occurs. You might even have a triage playbook that is enacted if the alert fires. An analyst picks up the ticket, looks at the data, and validates that the activity did in fact occur and then proceeds to triage the event according to the playbook.

A false positive is when the analyst determines that the use case the playbook was written for didn’t actually occur. As previously mentioned, you want to tune these as they occur instead of continuing to waste time on them.

This seems like a long-winded way to distinguish between true and false positives, but it is necessary to illustrate how valuable time can be spent.

Where is the valuable time being spent?

How many of your SOC analyst tickets are true positives? 100%? 50%? 10%? Or even less? I’d bet money that 10% or less of your company’s security incident tickets are true positive. That leaves around 90% or so false positives. If you don’t have a false positives rate on hand, I suggest adding a field within your ticketing software to include a drop down for false positives and true positives. Depending on how far you go back in the ticket, it could take some time to start this process. As a starting place, I’d go back at least one month from the current date. You can see in the diagram below that the first iteration of your new metric can be simple and high level. 

Breakdown of False positives by ticket count

Even with this high level view you can see there might be some alerts that need to be tuned. But do you know which ones? 

Now, we get to the fun part, breaking false positives down by alert. Getting to this point is how you can make an impact in your organization.

Breakdown of false positives by alert

Once you have it broken down, it might look something like the table above, with one alert firing 150 times. Assuming this alert takes about 30 minutes to properly triage, that’s 75 hours an analyst was unable to better use to help the organization. 

Now what do I do with all these metrics?

Now that we have some actionable metrics, what do we do with this data? We pick out what is our biggest contributor to the false positives. In our example above, it’s a malicious website visit alert. What can we do with it? There are a few things we can do, starting off: take a look at the alert in your SIEM. What logs are coming in for this particular alert? Is there a pattern? In the case of the malicious website visit alert the logs being returned have a field “action= deny”. With this action it’s saying that these have been denied, so now we know what we can change. 

Once we have the cause behind the false positives, we can tune the alert. After tuning this alert to look for successful connections and a threshold for denies. Immediately we see the impact of daily ticket numbers going down.  

Conclusion

Starting a cycle where you are looking at the overall classification of tickets is extremely important to any SOC. With doing this on a monthly basis, you can highlight: pain points for the team, show why you need to start using automation, and get into a mentality of “set it and improve it”

author image
Ally Frame
Ally Frame graduated from Northern Kentucky University with a Bachelor’s in CIT with a focus on Network Security.

Stay informed!

Subscribe for the latest from the Netskope Blog