Netskope é nomeada líder no Quadrante Mágico do Gartner® de 2024 para Security Service Edge. Obtenha o Relatório

fechar
fechar
  • Por que Netskope chevron

    Mudando a forma como a rede e a segurança trabalham juntas.

  • Nossos clientes chevron

    A Netskope atende a mais de 3.000 clientes em todo o mundo, incluindo mais de 25 das empresas da Fortune 100

  • Nossos parceiros chevron

    Fazemos parceria com líderes de segurança para ajudá-lo a proteger sua jornada para a nuvem.

Ainda mais alto em execução.
Ainda mais longe na visão.

Saiba por que o 2024 Gartner® Magic Quadrant™ nomeou a Netskope como líder em Security Service Edge pelo terceiro ano consecutivo.

Obtenha o Relatório
A Netskope foi nomeada líder no Quadrante Mágico do Gartner de 2024®™ para o gráfico Security Service Edge para menu
Ajudamos nossos clientes a estarem prontos para tudo

Veja nossos clientes
Woman smiling with glasses looking out window
A estratégia de comercialização da Netskope, focada em Parcerias, permite que nossos Parceiros maximizem seu crescimento e lucratividade enquanto transformam a segurança corporativa.

Saiba mais sobre os parceiros da Netskope
Group of diverse young professionals smiling
Sua Rede do Amanhã

Planeje seu caminho rumo a uma rede mais rápida, segura e resiliente projetada para os aplicativos e usuários aos quais você oferece suporte.

Receba o whitepaper
Sua Rede do Amanhã
Apresentando a plataforma Netskope One

O Netskope One é uma plataforma nativa da nuvem que oferece serviços convergentes de segurança e rede para permitir sua transformação SASE e zero trust.

Saiba mais sobre o Netskope One
Abstrato com iluminação azul
Adote uma arquitetura Secure Access Service Edge (SASE)

O Netskope NewEdge é a maior nuvem privada de segurança de alto desempenho do mundo e oferece aos clientes cobertura de serviço, desempenho e resiliência inigualáveis.

Conheça a NewEdge
NewEdge
Netskope Cloud Exchange

O Cloud Exchange (CE) da Netskope oferece aos clientes ferramentas de integração poderosas para tirar proveito dos investimentos em estratégias de segurança.

Saiba mais sobre o Cloud Exchange
Vídeo da Netskope
A plataforma do futuro é a Netskope

Intelligent Security Service Edge (SSE), Cloud Access Security Broker (CASB), Cloud Firewall, Next Generation Secure Web Gateway (SWG) e Private Access for ZTNA integrados nativamente em uma única solução para ajudar todas as empresas em sua jornada para o Secure Access Service Arquitetura de borda (SASE).

Vá para a plataforma
Vídeo da Netskope
Next Gen SASE Branch é híbrida — conectada, segura e automatizada

Netskope Next Gen SASE Branch converge o Context-Aware SASE Fabric, Zero-Trust Hybrid Security e SkopeAI-Powered Cloud Orchestrator em uma oferta de nuvem unificada, inaugurando uma experiência de filial totalmente modernizada para empresas sem fronteiras.

Saiba mais sobre Next Gen SASE Branch
Pessoas no escritório de espaço aberto
Desenvolvendo uma Arquitetura SASE para Leigos

Obtenha sua cópia gratuita do único guia de planejamento SASE que você realmente precisará.

Baixe o eBook
Mude para serviços de segurança na nuvem líderes de mercado com latência mínima e alta confiabilidade.

Conheça a NewEdge
Lighted highway through mountainside switchbacks
Permita com segurança o uso de aplicativos generativos de IA com controle de acesso a aplicativos, treinamento de usuários em tempo real e a melhor proteção de dados da categoria.

Saiba como protegemos o uso de IA generativa
Ative com segurança o ChatGPT e a IA generativa
Soluções de zero trust para a implementação de SSE e SASE

Conheça o Zero Trust
Boat driving through open sea
Netskope obtém alta autorização do FedRAMP

Escolha o Netskope GovCloud para acelerar a transformação de sua agência.

Saiba mais sobre o Netskope GovCloud
Netskope GovCloud
  • Recursos chevron

    Saiba mais sobre como a Netskope pode ajudá-lo a proteger sua jornada para a nuvem.

  • Blog chevron

    Saiba como a Netskope permite a transformação da segurança e da rede por meio do SSE (Security Service Edge)

  • Eventos e workshops chevron

    Esteja atualizado sobre as últimas tendências de segurança e conecte-se com seus pares.

  • Security Defined chevron

    Tudo o que você precisa saber em nossa enciclopédia de segurança cibernética.

Podcast Security Visionaries

A interseção entre confiança zero e segurança nacional
On the latest episode of Security Visionaries, co-hosts Max Havey and Emily Wearmouth sit down for a conversation with guest Chase Cunningham (AKA Dr. Zero Trust) about zero trust and national security.

Reproduzir o podcast
A interseção entre confiança zero e segurança nacional
Últimos blogs

Leia como a Netskope pode viabilizar a jornada Zero Trust e SASE por meio de recursos de borda de serviço de segurança (SSE).

Leia o Blog
Sunrise and cloudy sky
SASE Week 2023: Sua jornada SASE começa agora!

Replay das sessões da quarta SASE Week anual.

Explorar sessões
SASE Week 2023
O que é SASE?

Saiba mais sobre a futura convergência de ferramentas de redes e segurança no modelo predominante e atual de negócios na nuvem.

Saiba mais sobre a SASE
  • Empresa chevron

    Ajudamos você a antecipar os desafios da nuvem, dos dados e da segurança da rede.

  • Liderança chevron

    Nossa equipe de liderança está fortemente comprometida em fazer tudo o que for preciso para tornar nossos clientes bem-sucedidos.

  • Customer Solutions chevron

    Estamos aqui junto com você a cada passo da sua trajetória, assegurando seu sucesso com a Netskope.

  • Treinamento e certificação chevron

    Os treinamentos da Netskope vão ajudar você a ser um especialista em segurança na nuvem.

Apoiando a sustentabilidade por meio da segurança de dados

A Netskope tem o orgulho de participar da Visão 2045: uma iniciativa destinada a aumentar a conscientização sobre o papel da indústria privada na sustentabilidade.

Saiba mais
Apoiando a sustentabilidade por meio da segurança de dados
Pensadores, construtores, sonhadores, inovadores. Juntos, fornecemos soluções de segurança na nuvem de última geração para ajudar nossos clientes a proteger seus dados e seu pessoal.

Conheça nossa equipe
Group of hikers scaling a snowy mountain
A talentosa e experiente equipe de Serviços Profissionais da Netskope fornece uma abordagem prescritiva para sua implementação bem sucedida.

Conheça os Serviços Profissionais
Netskope Professional Services
Proteja sua jornada de transformação digital e aproveite ao máximo seus aplicativos de nuvem, web e privados com o treinamento da Netskope.

Saiba mais sobre Treinamentos e Certificações
Group of young professionals working
Miniatura da postagem

Este episódio apresenta Jason Clark liderando uma mesa redonda com Shamla Naidoo, CISO, chefe de estratégia de nuvem da Netskope, Steve Riley, CTO de campo da Netskope, Mike Anderson, diretor digital e de informações da Netskope e, por último, mas não menos importante, David Fairman , CSO da APAC na Netskope.

Neste episódio, Shamla, Steve, Mike e David compartilham suas previsões para 2022 e além. Você ouvirá previsões que vão desde mais apoio à saúde mental para líderes de segurança até o aumento de empresas medindo sua pegada de carbono e tudo mais. Se você trabalha com segurança e tem curiosidade sobre como será o futuro da indústria, este é um episódio que você não pode perder.

O que veremos são CEOs criando programas para apoiar a saúde mental e o bem-estar dos líderes de segurança. Este trabalho é realmente difícil e continua a ficar mais difícil. Neste ponto, há muito pouco apoio à saúde mental dos líderes de segurança.

—Shamla Naidoo, CISO, chefe de estratégia de nuvem da Netskope
Shamla Naidoo

 

Carimbos de data/hora

*(3:23) - Previsão: Aumento de Ameaças Internas*(18:26) - Previsão: cibersegurança autônoma e remoção de atraso humano
*(5:20) - Previsão: Rebranding de fornecedores de segurança específicos de tecnologia*(25:02) - Previsão: APIs como um crescente risco de superfície de ataque
*(9:21) - Previsão: aumento de deep fakes, clonagem de voz e desinformação*(33:54) - Previsão: o risco de gerenciar o aprendizado de máquina no futuro
*(15:08) - Previsão: Aumento de empresas medindo sua pegada de carbono*(37:40) - Previsão: CEOs criarão mais programas para apoiar a saúde mental dos líderes de segurança

 

Outras formas de ouvir:

mais verde

Neste episódio

Shamla Naidoo
CISO, chefe de estratégia de nuvem da Netskope

chevron

Shamla Naidoo

Shamla passou 37 anos em tecnologia, de engenheira a executiva, incluindo 20 anos como CISO. Com seu profundo conhecimento técnico e setorial nas áreas digital e cibernética, ela é procurada pelos setores público e privado, sendo frequentemente convidada para palestrar em eventos ao redor do mundo. Ela é fluente em tópicos técnicos, de negócios e regulatórios. Trabalhar e falar em mais de vinte países em seis continentes a ajudou a se destacar na superação de barreiras culturais.

Jason Clark
Diretor de Estratégia e Marketing da Netskope

chevron

Jason Clark

Jason traz para a Netskope décadas de experiência na construção e execução de programas estratégicos de segurança bem-sucedidos.

Anteriormente, ele foi diretor de segurança e estratégia da Optiv, desenvolvendo um conjunto abrangente de soluções para ajudar os executivos de CXO a aprimorar suas estratégias de segurança e acelerar o alinhamento dessas estratégias com os negócios. Antes da Optiv, Clark ocupou um cargo de liderança na Websense, onde foi a força motriz por trás da transformação da empresa em fornecedora de tecnologia crítica para diretores de segurança da informação (CISOs). Em uma função anterior como CISO e vice-presidente de infraestrutura da Emerson Electric, Clark reduziu significativamente o risco da empresa ao desenvolver e executar um programa de segurança bem-sucedido para 140.000 funcionários em 1.500 locais. Anteriormente, ele foi CISO do The New York Times e ocupou cargos técnicos e de liderança em segurança no EverBank, BB&T e no Exército dos EUA.

Steve Riley
CTO de campo na Netskope

chevron

Steve Riley

Profissional experiente em tecnologia da informação com várias funções de assessoria e consultoria entre fornecedores, usuários finais e arenas de analistas. As especialidades incluem arquitetura/design de segurança, política/processo e conformidade, tanto no local quanto na nuvem. Comunicador talentoso em disciplinas técnicas e de negócios com muitos anos de experiência em falar em público. Reconhecido pela capacidade de trazer novos entendimentos para tópicos técnicos complexos. Envolve regularmente públicos de todos os tipos, de executivos de negócios a equipes técnicas, em reuniões com clientes e conferências em todo o mundo. Suas paixões induzem: Construir processos e sistemas resilientes que possam resistir a ataques, Criar e desenvolver práticas de segurança que funcionem em implantações de computação em nuvem, Descobrir maneiras de segurança da informação para habilitar e aprimorar os negócios e Produzir evidências para converter os que duvidam em apoiadores.

Mike Anderson
Chief Digital & Information Officer na Netskope

chevron

Mike Anderson

Mike Anderson atua como Diretor Digital e de Informações da Netskope. Nos últimos 25 anos, ele construiu e liderou equipes de alto desempenho em várias disciplinas, incluindo vendas, operações, desenvolvimento de negócios e tecnologia da informação. Ele ingressou na Netskope vindo da Schneider Electric, uma empresa global da Fortune 500, atuando como vice-presidente sênior, CIO e líder digital para a América do Norte. Em 2020, a Constellation Research o nomeou membro da Business Transformation 150, uma lista de elite que reconhece os principais executivos globais que lideram os esforços de transformação de negócios em suas organizações. O Conselho Nacional de Diversidade também o reconheceu como um dos 50 principais CIO por diversidade e inclusão em 2020 e 2021. Antes da Schneider Electric, Mike atuou como CIO da CROSSMARK, onde transformou digitalmente os recursos de negócios para o provedor de serviços de 40.000 funcionários para o setor de varejo e bens de consumo. Além disso, ele ocupou cargos de liderança executiva na Enterprise Mobile, uma joint venture da Microsoft que agora faz parte da Honeywell, Insight, Software Spectrum e InVerge, pioneira em serviços da Web que ele fundou em 1999. Mike atua em vários conselhos consultivos de tecnologia e indústria e trabalha como voluntário com organizações sem fins lucrativos focadas em saúde mental e prevenção do suicídio e aquelas que beneficiam o desenvolvimento de nossa futura força de trabalho em ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

David Fairman
CSO da APAC na Netskope

chevron

David Fairman

David é um profissional altamente experiente nas disciplinas de Segurança e Crime Financeiro, abrangendo Segurança Cibernética, Fraude e Crime Financeiro, Inteligência, Continuidade de Negócios, Segurança Física e Risco Operacional. David trabalhou e prestou consultoria para várias grandes instituições financeiras e empresas da Fortune 500 no Reino Unido e UE, América do Norte e APAC. David é um líder apaixonado em segurança cibernética e crimes financeiros e esteve ativamente envolvido na fundação de várias alianças do setor e grupos de especialistas, ocupando cargos de diretoria em várias regiões com o objetivo de tornar mais seguro fazer negócios e transações no mundo digital. David foi reconhecido como um dos principais CISOs a se conhecer, é um autor publicado e professor adjunto. Uma capacidade central de David é sua capacidade de entender os riscos operacionais decorrentes do comércio digital e traduzi-los em ações estratégicas que englobam soluções tecnológicas e maturidade de capacidade organizacional, a fim de transformar as habilidades das organizações para gerenciar todos os aspectos do risco cibernético e digital. O foco atual de David é impulsionar a colaboração e a inovação em todo o setor para lidar com ameaças atuais e emergentes predominantes com risco digital e melhorar a resiliência cibernética e a alfabetização na comunidade.

Shamla Naidoo

Shamla passou 37 anos em tecnologia, de engenheira a executiva, incluindo 20 anos como CISO. Com seu profundo conhecimento técnico e setorial nas áreas digital e cibernética, ela é procurada pelos setores público e privado, sendo frequentemente convidada para palestrar em eventos ao redor do mundo. Ela é fluente em tópicos técnicos, de negócios e regulatórios. Trabalhar e falar em mais de vinte países em seis continentes a ajudou a se destacar na superação de barreiras culturais.

Jason Clark

Jason traz para a Netskope décadas de experiência na construção e execução de programas estratégicos de segurança bem-sucedidos.

Anteriormente, ele foi diretor de segurança e estratégia da Optiv, desenvolvendo um conjunto abrangente de soluções para ajudar os executivos de CXO a aprimorar suas estratégias de segurança e acelerar o alinhamento dessas estratégias com os negócios. Antes da Optiv, Clark ocupou um cargo de liderança na Websense, onde foi a força motriz por trás da transformação da empresa em fornecedora de tecnologia crítica para diretores de segurança da informação (CISOs). Em uma função anterior como CISO e vice-presidente de infraestrutura da Emerson Electric, Clark reduziu significativamente o risco da empresa ao desenvolver e executar um programa de segurança bem-sucedido para 140.000 funcionários em 1.500 locais. Anteriormente, ele foi CISO do The New York Times e ocupou cargos técnicos e de liderança em segurança no EverBank, BB&T e no Exército dos EUA.

Steve Riley

Profissional experiente em tecnologia da informação com várias funções de assessoria e consultoria entre fornecedores, usuários finais e arenas de analistas. As especialidades incluem arquitetura/design de segurança, política/processo e conformidade, tanto no local quanto na nuvem. Comunicador talentoso em disciplinas técnicas e de negócios com muitos anos de experiência em falar em público. Reconhecido pela capacidade de trazer novos entendimentos para tópicos técnicos complexos. Envolve regularmente públicos de todos os tipos, de executivos de negócios a equipes técnicas, em reuniões com clientes e conferências em todo o mundo. Suas paixões induzem: Construir processos e sistemas resilientes que possam resistir a ataques, Criar e desenvolver práticas de segurança que funcionem em implantações de computação em nuvem, Descobrir maneiras de segurança da informação para habilitar e aprimorar os negócios e Produzir evidências para converter os que duvidam em apoiadores.

Mike Anderson

Mike Anderson atua como Diretor Digital e de Informações da Netskope. Nos últimos 25 anos, ele construiu e liderou equipes de alto desempenho em várias disciplinas, incluindo vendas, operações, desenvolvimento de negócios e tecnologia da informação. Ele ingressou na Netskope vindo da Schneider Electric, uma empresa global da Fortune 500, atuando como vice-presidente sênior, CIO e líder digital para a América do Norte. Em 2020, a Constellation Research o nomeou membro da Business Transformation 150, uma lista de elite que reconhece os principais executivos globais que lideram os esforços de transformação de negócios em suas organizações. O Conselho Nacional de Diversidade também o reconheceu como um dos 50 principais CIO por diversidade e inclusão em 2020 e 2021. Antes da Schneider Electric, Mike atuou como CIO da CROSSMARK, onde transformou digitalmente os recursos de negócios para o provedor de serviços de 40.000 funcionários para o setor de varejo e bens de consumo. Além disso, ele ocupou cargos de liderança executiva na Enterprise Mobile, uma joint venture da Microsoft que agora faz parte da Honeywell, Insight, Software Spectrum e InVerge, pioneira em serviços da Web que ele fundou em 1999. Mike atua em vários conselhos consultivos de tecnologia e indústria e trabalha como voluntário com organizações sem fins lucrativos focadas em saúde mental e prevenção do suicídio e aquelas que beneficiam o desenvolvimento de nossa futura força de trabalho em ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

David Fairman

David é um profissional altamente experiente nas disciplinas de Segurança e Crime Financeiro, abrangendo Segurança Cibernética, Fraude e Crime Financeiro, Inteligência, Continuidade de Negócios, Segurança Física e Risco Operacional. David trabalhou e prestou consultoria para várias grandes instituições financeiras e empresas da Fortune 500 no Reino Unido e UE, América do Norte e APAC. David é um líder apaixonado em segurança cibernética e crimes financeiros e esteve ativamente envolvido na fundação de várias alianças do setor e grupos de especialistas, ocupando cargos de diretoria em várias regiões com o objetivo de tornar mais seguro fazer negócios e transações no mundo digital. David foi reconhecido como um dos principais CISOs a se conhecer, é um autor publicado e professor adjunto. Uma capacidade central de David é sua capacidade de entender os riscos operacionais decorrentes do comércio digital e traduzi-los em ações estratégicas que englobam soluções tecnológicas e maturidade de capacidade organizacional, a fim de transformar as habilidades das organizações para gerenciar todos os aspectos do risco cibernético e digital. O foco atual de David é impulsionar a colaboração e a inovação em todo o setor para lidar com ameaças atuais e emergentes predominantes com risco digital e melhorar a resiliência cibernética e a alfabetização na comunidade.

Transcrição do episódio

Aberto para transcrição

Shamla Naidoo: This job is really hard and it continues to get harder. But at this point, there's very little in the way of mental health support for the security leaders and for the security teams. So I really think that CEOs are going to start to double down on not just innovating for the business but also helping the CISOs to create both innovation for security, giving them the tools, the technology and the solutions to help them do their jobs better. But also supporting that with mental health and wellness support programs.

Producer: Hello, and welcome to Security Visionaries hosted by Jason Clark, CSO at Netskope. You just heard from one of today's guests, Shamla Naidoo, Head of Cloud Strategy and Innovation at Netskope. In this episode, Shamla is also joined by Steve Riley, Field CTO at Netskope, Mike Anderson, Chief Digital and Information Officer at Netskope and last but certainly not least, David Fairman, APAC CSO at Netskope.

Producer: As we welcome the New Year with open arms, security leaders around the world are continuing to try and stay five steps ahead of bad actors in the space. To kick off 2022, we brought together some of the sharpest leaders in the industry to share what predictions are top of mind on their risk radars. We hope you enjoy this round table discussion and from everyone at Netskope, we want to wish you a happy and healthy New Year.

Sponsor: The Security Visionaries podcast is powered by the team at Netskope. Netskope is the SASE leader, offering everything you need to provide a fast data centric and Cloud Smart user experience at the speed of business today. Learn more at N-E-T-S-K-O-P-E.com

Producer: Without further ado, please enjoy episode seven of Security Visionaries with your host, Jason Clark.

Jason Clark: Welcome to Security Visionaries. I am your host, Jason Clark CSO at Netskope. And today I'm joined by some of the best experts in the industry and we're going to be talking about predictions and it's always a big topic this time of year. But we're going to try and bring to light some of these that we all need to be paying attention to for 2022 and beyond. First guest is, Steve Riley, great to have you here. How are you doing?

Steve Riley: Thanks, Jason. How about yourself?

Jason Clark: Doing super fantastic. And Dave Fairman, how are you?

David Fairman: Hey, Jason, good to be here. Thanks for including me in your conversation this week. I'm doing well, mate. I'm doing really well. I'm looking forward to the Christmas and New Year break.

Jason Clark: What time is it in Australia right now?

David Fairman: 2:00 AM in the morning. So I'm hoping my responses to this conversation will be eloquent considering the time.

Jason Clark: Yeah. Thanks for staying up for us. It'll be awesome.

David Fairman: Oh, good man.

Jason Clark: And Shamla, how are you?

Shamla Naidoo: Hey, Jason, thank you so much for including me in this fantastic conversation. I'm looking forward to it.

Jason Clark: Awesome. And Mike?

Mike Anderson: Hey, good morning. It's great to be here, looking forward to hearing some great predictions this morning on this podcast.

Jason Clark : Well, perfect. Well, let's keep it lively and really just bring anything up you want to and comment on any of these as we go through, just so we'll make it fun for the audience. But again, everybody here as you'll see and you can look up, they're all amazing experts in the industry that I've known for a very long time. So the first thing I wanted to start off with is that, it's kind of a prediction but it's also very obvious. So I kind of call it a little bit of a softball but I bring it up because I'm worried not everybody's thinking about it. And that is that as we return to work and meaning, everybody was working from home and then your company says, "It's time to come back in the office three days a week or five days a week." And we're already starting to see this. A significant amount of people have either A, already moved but didn't tell their employer or B, are deciding, you know what? I like working from home and don't want to go back to the office. And with that, we're going to see a lot of attrition and turnover and that comes with insider threat. And when somebody decides to change jobs, they see their work product as their own. And when we see as, increase of over a 10X the downloads of information that they have touched or worked on. It could be anything from somebody that's on their sales to team, downloading all their customer lists so that they can take it to their next place. So just something that every security team should be thinking of, not just thinking about the external threats. So anybody have any thoughts on that one?

David Fairman: No, I think that's a fair prediction. And we're talking about this is going to be the new era of resignation and people leaving the organization as well. I think we're going to probably see a little bit more of a rise in that activity at the moment. Now, I know we are talking about it here in region.

Jason Clark: Yeah, I think that the place that catches people a little bit blind is just the use of really of all the personal apps, all the storage apps, et cetera. And a lot of organizations aren't inserting that information, that traffic into their existing insider threat processes. So I think that's the place I really recommend people look into. So to Shamla, I wanted to start with you and you have a long shot prediction around technology specific security vendors, are going to redefine, rebrand themselves as SSE vendors. Can you unpack that prediction and share your thoughts?

Shamla Naidoo: Yes, absolutely. If you look out there today Jason, most of the cyber security vendors who provide products or services or tools are rebranding themselves as Secure Services Edge vendors and they're really pushing this idea of zero trust. And so what you have is, everyone who's doing things like securing or protecting files, protecting servers, protecting networks, acting as gateways, acting as data leak prevention tools. Everyone is branding themselves as a zero trust vendor securing the edge. And what that is doing, I think is going to create an enormous growing burden for the CISO, because now we've shifted the burden on what we actually do to this very generic term. And we are leaving it up to the consumer or the decision makers to determine whether or not these solutions address strategic gaps. Which gaps they address? What are the pros and cons? We also leaving it up to the consumer to decide, which ones they need versus which ones they can do without? And I feel like that is unfair to the industry because if everyone says they're zero trust vendor and there's no strategic or industry definition for what is included in zero trust and where is the edge, that just makes the job of the CISO much, much harder. Because really when you think about it, where is this edge that these SSE vendors are going to be addressing? It's everywhere. It's wherever we conduct transactions, it's wherever we conduct business. So the edge basically is everywhere. And we know from experience that not every provider, not every vendor can actually address all of the issues in those environments. And so that's why I think that as companies rebrand themselves, it's just going to increase the burden on the CISO.

Jason Clark: You know what? I think same thing with SASE. As soon as SASE came out you started seeing, there's now 50 SASE companies. And everybody's just calling themselves SASE or they started just buying companies but with no integration and then saying, "Hey, we have all the parts and they all work together." And they really don't. But Steve you'd recently published something, Dave, you as well around zero trust and some good articles. Any additional thoughts on Shamla's prediction?

Steve Riley: Yeah, I think it's important to remember what these topics are. SASE is intended to be an architecture and zero trust is intended to be a new way of thinking about assessing the trustworthiness of an interaction. Zero is a starting point, but ultimately there has to be some level of trust for any two entities to interact. And we don't want to just assume that you have full access to everything because of what your IP address is. And I really love the way that vendors who brought this are moving more toward a continuous adaptive trust approach, where you look at all these contextual signals and determine just how much access to grant, for just that interaction, for just that amount of time.

Jason Clark: Yeah, I agree, and trust isn't binary. It's not on or off. And I think that a lot of those vendors that Shamla mentioned that they kind of still view that zero trust is like an ACL, that trust is you either have it or you don't. And a lot of vendors you ask them to define what zero trust even means and you're going to get different answers for most of them as well. So I think there it is, we are hurting the industry, there's a lot of confusion. David, so you had an interesting prediction around deepfake, and voice cloning and misinformation. So why is this a prediction that you're considering and how should users and companies be thinking about protecting themselves?

David Fairman: Well, look, I think even this year, we started to see the rise of deepfake and probably even in the preceding year, the rise of deepfake as a tool for various nefarious reasons. Whether it was political influence or whether it was for increasing fraud and scams, social media social engineering for supporting social engineering attacks, et cetera. There was a couple of really good events that happened this year with regards to an energy company, which they had a fraud committed and the tool that was used to support that fraud was deepfake. And there was another unsuccessful attack on a technology company using the same capability. I think what we're starting to see now, is the fraud elements, whether it's identity fraud, business email compromise. Sorry, not business email compromise but sort of scams, and executives of social engineering and pressure put on employees to act under pressure. I think we're starting to see that now. I think that deepfake is something that helps adversaries, threat actors, fraudsters execute on those attacks. Particularly, when you think about scams and sort of those executive pressure type techniques that we see. We're also starting to see application fraud start to be... Or deepfake be seen as a vector to increase the success of the application fraud. We hear of things of ghost attacks or ghost fakes, which are purporting to effectively taking over the identities of people who are deceased and that has started. We're seeing a rise in financial crime in the financial crime world. So look, I think we started to see that in the past couple of years. I think it's only going to increase as we move into 2022 and into 2023. Deepfake technology is becoming more and more sophisticated, more and more accurate. I think it's hard for organizations to combat against that. You ask about how should organizations be thinking about this? What should they be doing to try and prevent that? Funnily enough, it comes back if you think about the fraud angle of this. It does come back to some of the basics of fraud prevention, things about validating that you know who you're talking to or who you are transacting with. Use mechanisms so that you are doing that authentication, all that validation out of band. Just don't trust what you see through an audio file as you talking to someone that you think you are talking to. How do you validate that training and awareness of your people? There's certain cues and signals that you can identify when you look at deepfake videos to identify those sorts of fraudulent video images or audio files. So there's a number of different things there. I think we're going to start to see... I mean, we basically saw it in the US elections around political influence with fake news. We've seen all of that. I think it's only going to grow. And I think social adversaries are going to start to really embrace this more so than they have today in terms of social engineering capability, which is again, going to lead to substantiative cyber attacks.

Jason Clark: A good example of the executive pressure, we actually just saw this, I got alerted a couple weeks ago that a person in Europe got a phone call, and a text message and a phone call. And it was them acting like they are a CEO, telling this person to go take an action, "Immediately, urgent, I need you to take this action." And the person's kind of like, "Okay, well, will jump on a call." "Hey, I don't have time to jump on a call." And his response was, "Well, what's my favorite soccer team?" Or what's my favorite hockey team? And immediately the conversation went dead. But at first admittedly, this person was like, "Oh, I really thought he need me to go do that. I thought it was a weird request but I was ready to step into action." So the thinking and the awareness training kicked in and worked and we set to continue to do a better job of that.

David Fairman: That's exactly what happened in the energy attack and that's successful. I think that led to about a 236,000 US Dollar fraud. So it will be there and we'll see more of it and I think proceeding those social engineering attacks. And I think political influence, and think about what that means not just... You talk about political influence but just from an influencing perspective. So think about how you can not just drive society or a subset of our community down a certain path. Think about how that could cause divide on an organization, on a private institution. If there was deepfake being used to send messages executives, around culture or around activity that we're doing, we could do it on a much smaller scale and we could start to influence and destabilize organizations. So may